Salvem o planeta Terra

O QUE SIGNIFICA ATAH TIAMAT?

Na linguagem dos sumérios antigos, ATAH é um pedido de socorro, de ajuda deseperada. e TIAMAT é o nome pelo qual identificavam o planeta Terra, sugerido pelos deuses Annunaki. Assim, ATAHTIAMAT quer dizer: AJUDEM (OU SOCORRAM) A TERRA!

Nasa confirma catástrofe iminente no Brasil

postado em 27/10/2016, às 13:24

tsunamiasteroidesrepromirror

A costa norte e nordeste brasileira, fato que desperta a preocupação de algumas autoridades, tendo em vista a inexistência de qualquer mecanismo de prevenção de tsunamis no Brasil.

Todos os anos, nos deparamos com notícias de novos furacões, tornados, terremotos e outros desastres naturais atingindo o mundo. Embora algumas áreas sejam afetadas com mais freqüência por estas catástrofes naturais do que outras, a maioria das pessoas teme condições meteorológicas extremas – aqui no Brasil

Desde 2001, que cientistas alertam que uma futura erupção do instável Vulcão Cumbre Vieja em La Palma (uma ilha das Ilhas Canárias) poderia causar um imenso deslizamento de terra para dentro do mar. Nesse potencial deslizamento de terra, a metade oeste da ilha (pesando provavelmente 500 bilhões de toneladas) iria catastroficamente deslizar para dentro do oceano.

Esse deslizamento causaria uma megatsunami de cem metros que devastaria a costa da África noroeste, com uma tsunami de trinta a cinqüenta metros alcançando a costa leste da América do Norte muitas horas depois, causando devastação costeira em massa e a morte de prováveis milhões de pessoas. Especula-se também acerca da possibilidade de tal cataclisma atingir a costa norte e nordeste brasileira, fato que desperta a preocupação de algumas autoridades, tendo em vista a inexistência de qualquer mecanismo de prevenção de tsunamis no Brasil.

Pelos esforços conjuntos de mais de 150 peritos voluntários, a Comissão Consultiva de Política de Segurança Sísmica de Oregon prevê que um terremoto de magnitude entre 8 e 9 e um tsunami subsequente irá ocorrer ao largo da costa do estado norte-americano do Oregon, nos próximos 50 anos. As grandes questões são: quando isso vai acontecer exatamente e se o Oregon vai estar preparado.

A possível fonte dessa catastrófica combinação de terremoto e tsunami é a zona de subducção de Cascadia, uma rachadura de 1.287 quilômetros a 97 km da costa do Oregon. As placas tectônicas continentais de Juan de Fuca e Norte-Americana criam esta zona de subducção, que é considerada a “mais silenciosa do mundo”. Porém, atualmente acredita-se que ela esconda um dos maiores eventos sísmicos do século. Esta ocorrência está prevista desde 2010; a Comissão afirma agora que isso vai ocorrer, inevitavelmente. Este terremoto e tsunami previsto mataria mais de 10 mil pessoas, possivelmente dividiria partes da Costa Oeste e custaria 32 bilhões dólares em danos aos EUA.

Se você se assustou com os desastres que já mostramos, prepare-se que o pior ainda está por vir. Simon Day, da University College London, e Steven Ward, da Universidade da Califórnia em Santa Cruz, preveem que o vulcão Cumbre Vieja , nas Ilhas Canárias, vá entrar em erupção e criar o maior tsunami da história. Em seu artigo conjunto sobre o tema, lançado em 2001, Day e Ward levantaram a hipótese de que uma ruptura na estrutura do vulcão ocorreu durante sua última erupção, fazendo com que o lado esquerdo tenha se tornado particularmente instável.

Se o Cumbre Vieja entrar em erupção novamente, o seu lado esquerdo se transformaria em um deslizamento de terra que causaria o maior tsunami na história da humanidade. Eles deduziram que a onda monstruosa avançaria a 800 quilômetros por hora, com 100 metros de altura em seu primeiro impacto com a terra, e chegaria à Flórida nove horas depois de ser criada. Day e Ward prevêem que tsunamis atingiriam lugares distantes entre si como a Inglaterra, a Flórida e o Caribe.

Vale notar, no entanto, que essa é a pior situação possível. Se um deslizamento de terra causado por uma erupção na Cumbre Vieja vier a acontecer, é mais provável que toda aquela massa de terra não cairia no mar de uma só vez. Um deslizamento de terra mais fragmentado poderia não causar um tsunami recorde.

Tags: ,

Nenhum comentário

PLANETA X teria um forte impacto sobre o sistema solar. Já sofreu uma ligeira inclinação do Sol

postado em 24/10/2016, às 15:15

A equipe de investigação liderada por Mike Brown, da Universidade de Caltech, especularam que o aparente ângulo do sol é para ser cobrado à poderosa influência gravitacional do Planeta 9 (Planeta X), quando milhares de anos atrás, o planeta enorme entrou no sistema solar.

Após a descoberta do Planeta X, no mês de Janeiro de 2016, agora verifica-se que o mesmo planeta poderia ser responsável por nada menos que o ângulo aparente do sol. Este planeta enorme, tem uma força gravitacional poderosa, que seria o último inquilino sistema solar, que, como mencionado acima, foi descoberto em janeiro passado, com base em cálculos matemáticos feitos pelos astrofísicos Mike Brown e Konstantin Batygin.

Resultados imagens para Mike Brown e Konstantin Batygin

Assim, os dois pesquisadores, juntamente com outros cientistas de várias universidades ao redor do mundo, traçaram uma primeira identidade do nono planeta, avançando várias hipóteses sobre sua origem e até mesmo correu para descobertas inesperadas como eles foram em busca do misterioso ‘Planeta X’ . Agora, um novo estudo realizado por Caltech cada vez mais coordenada e publicado no Astrophysical Journal afirma que esse misterioso planeta, poderia levar a uma espécie de “balanço” do sistema solar, causando também uma ligeira inclinação do sol.

O nono planeta tem uma massa muito grande e órbita pendente quando comparada com a dos outros planetas – diz Elizabeth Bailey, antes de assinar o artigo – e este sistema solar não tem escolha a não ser mudar um pouco o seu alinhamento .” Até agora, uma explicação satisfatória do fenômeno, mas agora cientistas da Caltech ainda não tinha sido encontrado motivo para o nono planeta atribuir a responsabilidade por esta ligeira assimetria da nossa estrela. De acordo com os astrônomos, isso implica que o momento angular do Planeta 9 teria um enorme impacto sobre a estrutura do sistema solar. O momento angular de um planeta é equivalente à massa do objeto celeste multiplicada por sua distância do Sol, e corresponde à força que o planeta exerce sobre o “quantum” total do sistema planetário.

Resultados imagens para Planeta Nine responsáveis ​​pela ligeira inclinação do nosso sistema solar

Graças à sua disposição ordenada, os planetas do Sistema Solar têm um momento angular que ajuda a manter a cisão total regularmente. Em vez disso a órbita incomum de Planeta X adicionados ao Sistema Solar uma série de oscilações que é por isso que giram em torno de uma estrela que é ligeiramente inclinada. Como assumido pela equipe de cientistas, uma possível entrada do Planeta X no sistema solar, pode levar a problemas de oscilações gravitacionais de todos os planetas, causando turbulência magnética e tempo com o clima eventos extremos fortes.

A influência dos Grandes jammers

Durante anos, especialistas têm alertado que, com a aproximação do Planeta X (Nibiru), também chamada de “os grandes jammers“, só porque com seus efeitos gravitacionaisi, cria anomalias a outros planetas, mas também empurra detritos espaciais, cometas, asteróides e meteoros em direção aos planetas interiores do sistema solar. Por acaso que tudo isso está acontecendo, como o aumento do número de meteoros de fogo que continuamente bombardeiam a superfície da Terra, para não mencionar a interferência eletromagnética aleatória e como dissemos acima, eventos climáticos extremos.

Massimo Fratini

 

Tags: ,

Nenhum comentário

Astrônomos detectam 234 sinais misteriosos que podem ser tentativas de contato alienígena

postado em 23/10/2016, às 11:57

Um novo estudo identificou 234 estrelas entre 2,5 milhões que apresentam um sinal pulsante singular. Os autores do trabalho dizem que esses sinais são similares aos que uma raça alienígena inteligente poderia enviar se quisessem fazer contato com a humanidade. Ermanno Borra e Eric Trottier, do departamento de física da Universidade Laval (Canadá), fizeram a análise de 2,5 milhões de espectros e o Sloan Digital Sky Survey (SDSS) – o mais ambicioso levantamento astronômico em andamento – foi usado para detectar modulações espectrais. Sinais com o mesmo período foram encontrados em apenas 234 estrelas e não podem ter sido causados por interferência dos instrumentos, segundo os autores do estudo.

Galaxias

Consideramos a possibilidade que os sinais podem ser causados por pulsos de luz gerados por inteligência extraterrestre para nos avisar de sua existência. Os sinais detectados têm exatamente o formato de sinais de ETs previstos em uma publicação anterior e está de acordo com esta hipótese, dizem os autores.

E se os aliens já nos contataram mas ninguém ouviu? Eles fazem a ressalva de que a hipótese precisa ser confirmada com outras pesquisas, e que é possível que os sinais aconteçam por composições químicas muito peculiares em uma fração de estrelas da região Halo Galáctico. [Business Insider, estudo original] Juliana Blume

Nenhum comentário

Descoberta no México a maior pirâmide do mundo!

postado em 30/09/2016, às 21:42

Pesquisadores no México descobriram uma imensa pirâmide, ainda maior que a Pirâmide do Sol de Teotihuacan. Ela tem  75 metros de altura e foi explorada por especialistas do Instituto Nacional de Antropologia e História. Está localizada na acrópole de Tonina, Chiapas e é provável que tenha cerca de 1.700 anos de idade.

O diretor da zona arqueológica, Emiliano Gallaga, diz que o trabalho, feito ao longo de dois anos, verificou que a porção nordeste do local era, na verdade, a maior pirâmide no México. É comparável às pirâmides encontradas em Tikal e El Mirador da civilização maia.

Uma característica única é que existem  sete plataformas que servem como palácios, templos, habitação e que eram essencialmente  escritórios para administração. Essa estrutura única funcionava dentro da estrutura sócio-cultural, religiosa e política.

piramide-mexico
É uma grande surpresa ao ver que a pirâmide foi feita quase inteiramente por arquitetos pré-hispânicas e, portanto, é mais artificial do que natural“, diz Gallagas. “Isto é porque se acreditava que toda a estrutura era uma colina natural, mas a evidência recente revelou que a estrutura foi quase inteiramente construída por antigos habitantes.” Os arqueólogos observaram  que a pirâmide era muito maior do que eles esperavam que fosse. A estrutura tem estradas que atravessam ela também.

O complexo do templo-pirâmide foi construído em quatro etapas, a partir do século 3 aC até meados do século 9, e foi dedicado à divindade Quetzalcoatl. Ela tem uma base de 450 por 450 metros (1.480 por 1.480 pés) e uma altura de 66 m (217 pés). De acordo com o Guinness Book of Records, é na verdade a maior pirâmide, bem como o maior monumento já construído em qualquer lugar do mundo, com um volume total estimado em mais de 4,45 milhões de metros cúbicos, ainda maiores do que a da Grande Pirâmide de Gizé no Egito, que tem e cerca de 2,5 milhões de metros cúbicos. No entanto, a Grande Pirâmide de Gizé é maior em 138,8 metros (455 pés). As cerâmicas de Cholula estavam intimamente ligadas às de Teotihuacan, e ambos os locais declinaram simultaneamente. O Postclassic asteca acreditava que Xelhua construiu a Grande Pirâmide de Cholula.

No seu auge, Cholula teve a segunda maior população no México de cerca de 100.000 pessoas que vivem no local. Embora a cidade pré-hispânica de Cholula continuasse a ser habitada, a Grande Pirâmide foi abandonada no século 8 num momento em que a cidade sofreu uma queda drástica na população. Mesmo após esta queda na população, a Grande Pirâmide manteve o seu “status” de importancia.  Religiosamente foi chamada uma vez Acholollan (em Nahuatl), que significa lugar de voo.

Este significado levou alguns a acreditar que este local foi fundado após os seus habitantes originais fugirem (?) Em outros lugares. segundo o mito, a pirâmide foi construída por um gigante chamado Xelhua em tijolos de adobe, depois que ele escapou de uma inundação no vale vizinho do México. A pirâmide é constituída por seis estruturas sobrepostas, uma para cada grupo étnico que dominou-o. No entanto, apenas três foram estudadas em profundidade. A pirâmide em si é apenas uma pequena parte da maior zona arqueológica de Cholula, que é estimada em 154 hectares (0,59 sq mi). Edifício da pirâmide começou a ser construido no período pré-clássico e com o tempo foi construído mais de seis vezes às suas dimensões finais de 450 metros de cada lado na base e 66 metros de altura. Esta base é quatro vezes o tamanho do que da   grande pirâmide de Gizé e  é a maior base da pirâmide nas Américas.  Algumas das construções de pirâmides tiveram enterros, com esqueletos encontrados em várias posições, com muitas ofertas, especialmente cerâmica. O último estado de construção tem escadas no lado oeste levando a um templo no topo, onde Quetzacoalt enfrentou Iztaccíhuatl. Durante o período colonial, a pirâmide foi severamente danificada em seu lado norte, a fim de construir o Camino Real de Puebla. O lado oeste foi danificado mais tarde, com a instalação de uma linha ferroviária

Nenhum comentário

Exoplaneta “habitável” encontrado em Alfa do Centauro

postado em 25/08/2016, às 10:58

010130160824-planeta-zona-habitavel-estrela-proxima-terra-1 (1)

Impressão artística do céu visto da superfície do exoplaneta Proxima b. Sua estrela tem um tom avermelhado, podendo-se ver também a estrela dupla Alfa Centauro AB. [Imagem: ESO/M. Kornmesser]

Exoplaneta próximo

Astrônomos acabam de descobrir um planeta orbitando a estrela mais próxima do Sistema Solar, Próxima Centauro, que está a 4,22 anos-luz de nós.

Designado preliminarmente porPróxima b, o planeta é rochoso, com uma massa pouco superior à da Terra, e encontra-se na chamada zona habitável, a distância da sua estrela que garante uma temperatura adequada para a existência de água líquida em sua superfície – se lá houver água.

A estrela Próxima Centauro é uma anã vermelha, bastante fria, portanto fraca demais para ser observada a olho nu – por telescópios, ela é visível sobretudo a partir do Hemisfério Sul. Ela está na constelação do Centauro, perto do par de estrelas muito mais brilhante conhecido como Alfa Centauro AB.

Em 2012, já havia sido encontrado um exoplaneta em Alfa Centauro, considerado até agora o planeta extrassolar mais próximo de nós.

Habitabilidade e erupções de raios

Devido ao grande interesse em encontrar o exoplaneta mais próximo da Terra, a Próxima Centauro vem sendo observada regularmente por astrônomos do Observatório ESO, usando o espectrógrafo HARPS, montado em um telescópio de 3,6 metros em La Silla, no Chile – o HARPS mede a velocidade radial da estrela, que varia ligeiramente pela influência gravitacional dos seus planetas.


Em determinadas épocas, Próxima Centauro se aproxima da Terra com uma velocidade de cerca de 5 km/hora – a velocidade normal de caminhada de um ser humano – e em outras se afasta à mesma velocidade. Esse padrão regular de variação nas velocidades radiais repete-se com um período de 11,2 dias. Uma análise cuidadosa dos minúsculos desvios Doppler resultantes mostrou que estes desvios indicam a presença de um planeta com uma massa de pelo menos 1,3 vez a massa da Terra, orbitando a cerca de 7 milhões de km de Próxima Centauro – apenas 5% da distância Terra-Sol.

Embora o planeta Próxima b orbite sua estrela muito mais próximo do que Mercúrio do Sol, sua estrela é muito menos brilhante e mais fria que o Sol, o que faz com que Próxima b se situe dentro da zona habitável, com uma temperatura superficial estimada que permite a presença de água líquida. Por outro lado, as condições na superfície do exoplaneta podem ser fortemente afetadas pelas erupções de raios ultravioleta e de raios X da estrela, que são muito mais intensas que as sentidas na Terra vindas do Sol.

Pálidos pontos azuis e vermelhos

“Os primeiros indícios da existência de um possível planeta em torno de Próxima Centauro foram observados em 2013, no entanto a detecção não foi convincente. Desde essa época temos trabalhado arduamente de modo a obter mais observações a partir do solo com a ajuda do ESO e outras instituições. Preparamos a campanha Pálido Ponto Vermelho por cerca de dois anos,” conta o astrônomo Guillem Anglada, da Universidade Rainha Maria, de Londres.

O nome da campanha – Pálido Ponto Vermelho – é uma referência à famosa expressão “Pálido Ponto Azul”, de Carl Sagan, astrônomo que inspirou a NASA a virar a sonda espacial Voyager 1 para trás em 1990, para que ela fotografasse os planetas que havia visitado – na foto, a Terra foi descrita por Sagan como um pálido ponto azul.

Bibliografia:

A terrestrial planet candidate in a temperate orbit around Próxima Centauro
Guillem Anglada-Escudé et al.
Nature
Vol.: 536, 437–440
DOI: 10.1038/nature19106

Tags:

Nenhum comentário

« Postagens mais antigas

Busca

O Autor

jorge poggi

Jorge Poggi, Carioca, Sagitariano, é Economista, Administrador de empresas, Ufólogo e Arqueólogo de campo amador.

gmail myspace facebook orkut twitter

Fale com o Jorge

captcha

  • Blogs e sites parceiros